Crises Previsíveis na Família

Fonte Imagem: http://bispalucia.com.br/wp-content/uploads/familia-feliz-face.jpg

• Você já parou para pensar por que o relacionamento na família que parecia tão equilibrado de repente se torna tão tumultuado e insatisfatório? 

• Existem causas previsíveis? Como agir em tais situações? 

 

É possível que casais desde a lua de mel ou ao nascimento do primeiro filho vivam uma mudança negativa na relação e passem por uma crise. Então queixam-se de ter passado de um período feliz para uma situação complicada, com brigas, tensões, levando a crer que acabou o encanto e começam a vislumbrar a separação.

Muitas podem ser as causas, e uma delas, a primeira a ser investigada é se essas famílias estão passando por uma mudança de ciclo de vida, que traz a exigência do desempenho de novos papéis, novos conhecimentos, e muitas vezes trazem questões não resolvidas de crises passadas. Nesse contexto, é natural que apareçam novas dificuldades interpessoais… e conflitos!

São ciclos de vida:

• Jovens solteiro saindo de casa: para eles o principal aprendizado é aceitar a responsabilidade emocional e financeira por si mesmo;

Para os seus pais – aceitar a saída do filho e dar o apoio na medida que favoreça o seu desenvolvimento;

• Casamento: traz a necessidade de adaptação aos hábitos do outro e de se harmonizarem em um novo sistema familiar, que demanda compromisso e diversas habilidades.

• Chegada dos filhos: aceitar novos membros no Sistema, o que inclui aprender a ser pai, mãe, readequar orçamento, tempo dos papeis anteriores às tarefas de cuidar e educar, com o desafio reservar um tempo para a vida a dois.

• Famílias com adolescentes: aumentar a flexibilidade das fronteiras para incluir a independência dos filhos e as fragilidades dos avós na família.

• Famílias no estágio tardio da vida: aceitar a mudança dos papéis geracionais – abrir espaço no Sistema para a sabedoria e experiência dos idosos – apoiar a geração mais velha sem superfuncionar por ela.

Ao identificar que está passando por um desses ciclos, e que seu estado emocional associa-se as novas exigências e aprendizados, abre-se a possibilidade de atenção e a busca da superação dos desafios da nova etapa.

Mantendo-se atento aos aprendizados requeridos você já terá encontrado o caminho para que tudo se integre e volte ao equilíbrio.

Para passar mais rapidamente pelo processo a ajuda profissional é recomendada.

A terapia familiar sistêmica trata as relações e a terapia EMDR as questões individuais e juntas trazem o equilíbrio fundamental para a saúde de todos.

Se apenas um membro da família vier a terapia na época da crise, isso poderá ajudar a todos!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir chat
Como posso ajudar?
Como posso ajudar?